segunda-feira, 7 de março de 2016

Curitiba, lugar onde natureza se mistura com cultura, roteiro de 3 dias | (parte 1)

Foram três dias que passamos em Curitiba, capital do Paraná, a cidade nos surpreendeu com tantas opções de passeios, nós tivemos que escolher os pontos turísticos de maior interesse, pois certamente os dias seriam insuficientes para conhecer tudo.

Dia 1
Desembarcamos no Aeroporto Internacional Afonso Pena (meu amor Vera e eu, Edson), para quem não sabe o aeroporto fica na cidade vizinha São José dos Pinhais, no dia em que se comemorava Corpus Christi, logo que nos instalamos no hotel, rapidamente, saímos para caminhar e conhecer a cidade.

Sem perder tempo fomos conferir o tapete artístico de serragem que enfeitava desde da Avenida Cândido de Abreu até a Rua Barão do Serro Azul, no centro da cidade, a Praça Dezenove de Dezembro (ou Praça do Homem Nu) fica entre essas ruas e homenageia o centenário da emancipação política do estado do Paraná, além do homem nu, na praça encontra-se um mural com figuras em alto relevo de um lado e do outro um painel de azulejos azuis e brancos, um obelisco, e uma fonte, todos parte da homenagem.



Ainda na praça contemplamos uma estátua de uma mulher nua e, porém, mais tarde ficamos sabendo que ela não faz parte da obra original e que estava destinada ao Tribunal de Justiça do Estado do Paraná (pelo jeito houve uma mudança de destino para ela).
Continuando nossa caminhada fomos até a Praça Tiradentes, lá optamos por fazer um city tour no ônibus turístico double decker, aquele de dois andares e geralmente sem teto, para chegar aos pontos turísticos mais distantes e de difícil acesso (para os turistas), a linha é bem longa e passa por mais de 20 atrações da cidade.
Nossa expectativa, pelo menos a minha não podendo afirmar pela Vera, era conhecer o cartão postal da cidade, o Jardim Botânico com sua estufa toda de vidro, realmente o local não decepcionou mostrando ser muito mais atrativo do que imaginávamos, a estufa é só um, belíssimo, detalhe do que o espaço tem a oferecer aos seus visitantes.




Depois de aproveitar ao máximo o Jardim Botânico, nós embarcamos no double decker e continuamos o city tour até chegar ao nosso próximo destino, o MON - Museu Oscar Niemeyer, a arquitetura, por si só, já é uma atração com peças expostas ao ar livre, local para recreação e o magnífico olho, no interior do museu conferimos obras de diversos artistas e terminamos o trajeto dentro do olho, já era crepúsculo quando terminamos nossa visita.





Cansados, porém, animados com as atrações visitadas embarcamos, novamente, no ônibus e seguimos para o ponto de partida do city tour, na Praça Tiradentes, para encerrar o nosso primeiro dia, já que não era mais possível, devido ao horário, visitar os outros lugares.

Essas foram as atividades que realizamos nessa primeira parte da viagem; dúvida, crítica ou sugestão sobre este artigo, compartilhe com o Turista Desbravador postando um comentário.

Confira como foi a parte 2, parte 3 e parte 4.

Dê um PIN na imagem abaixo e salve esse roteiro no seu Pinterest!
IMAGENS: Turista Desbravador

2 comentários :

  1. Adoro a cidade de Curitiba!!! Tenho muitos parentes por lá e cada visita é uma surpresa mais agradável... Quando vou costumo ir de ônibus, afinal de São Paulo não é tão distante assim. Tenho comprado minhas passagens pelo site www.plataforma10.com.br e não tive nenhum problema.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. TuristarBlog Curitiba é uma cidade maravilhosa, com parentes para visitar então, haja feriados prolongados! Sua dica de passagem é ótima!
      Obrigado!

      Excluir